portugues ingles frances espanhol alemao
Apoio ao Cliente
9H-13H e 14H-18H

212 476 500

Faça Login ou
adira ao Portal Líder

Log In | Novo registo
Bem-vindo/a, Visitante
voltar

Empresas de construção do Minho podem ter papel importante no México

2017-10-29

Portugal tem merecido uma atenção acrescida por parte dos investidores mexicanos. As políticas anti-México de Donald Trump vêm abrir novas oportunidades de negócio com outros mercados, nomeadamente Portugal. Palavras de Jorge Sada, presidente do Comité Empresarial Bilateral México Portugal - COMCE, numa visita ontem à AIMinho, a convite da InvestBraga, no âmbito de uma missão empresarial México- Portugal.

“Já era hora de vir a Portugal. Viemos com uma delegação de seis empresas mexicanas. Para nós isto é uma semente. Estamos muito entusiasmados à procura de novos negócios. As empresas vêm com o objectivo de vender, mas também de comprar”, afirmou Jorge Sada.
O presidente do COMCE fala do efeito Trump na economia mexicana que está a levar à diversificação de mercados. “Donald Trump está a considerar chumbar o NAFTA, o Tratado de Livre Comércio com a América do Norte. Mas, independentemente de tal acontecer, temos estado a diversificar mercados.

O México tem uma balança comercial onde tem os ovos praticamente no mesmo cesto, mais de 80 por cento está virada para os EUA. Temos desaproveitado muitos tratados de livre comércio”.
Jorge Sada refere que “Portugal está na rota das empresas mexicanas e representa também uma porta para África”. Na lista dos empresários estão várias áreas desde a inovação e tecnologia ao agro-alimentar. A construção está também na mira do México, designadamente as empresas do Minho.

“Existem boas empresas de construção civil no Minho que podem aproveitar para reconstruir partes que foram danificadas pelos sismos e podem contribuir para melhorar as infraestruturas que o país precisa”.
Para o vice-presidente da AIMinho, Francisco Marques “esta é uma excelente oportunidade para as empresas da região e a AIMinho tem este papel mediador na realização destas pontes”.
Por seu turno, Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga, destacou a importância desta missão empresarial que representa “mais uma oportunidade de apresentarmos Braga e nosso tecido empresarial para o México”.

Fonte: http://www.correiodominho.com/noticias.php?id=105443

Estas são as tendências de decoração para 2018 (e com o veredito de especialistas)
Ano novo, casa nova, mas com o mercado imobiliário como anda, o melhor é mudar a que já tem. Das cores e materiais às peças cheias de personalidade, estas são 10 tendências

200 empresas portuguesas presentes na Feira de Decoração em Paris
Portugal é o quinto país mais representado na feira de decoração para casa de Paris. São quase duzentas empresas em representação do sector que vale quatro por cento da

Construção continua a crescer mas sofre ligeiro abrandamento em Novembro
Em Outubro, a produção na construção cresceu 2,7%, o que representa o ritmo mais célere em mais de uma década. No mês seguinte, a produção na construção continuou a

Construção, hotelaria e restauração precisam de 147 mil trabalhadores
Embora a oferta seja elevada, existe um problema para a falta de candidaturas a estes postos de trabalho: os salários. Para os sindicatos a grande questão está na"

Novos edifícios aceleram crescimento do sector da construção em Outubro
Dados do INE mostram que o ritmo de expansão do segmento de “construção de edifícios” acelerou 0,3 pontos percentuais, para 1,2%. O índice de produção no sector da

Construção cresce ao ritmo mais célere em mais de 11 anos
O sector da construção acelerou, crescendo 2,6% em Outubro. Este é o ritmo mais rápido desde que há dados (Março de 2006). A produção na construção aumentou 2,6% em